O MacGuffin: É pena porque às vezes diz umas coisas acertadas

sábado, setembro 24, 2011

É pena porque às vezes diz umas coisas acertadas

O Dr. Marinho Pinto tem a seu favor o elemento-técnica que melhor convive com a democracia e, simultaneamente, maiores problemas lhe levanta: o populismo.

Não sendo uma prática estupidamente fácil, não é seguramente difícil. No caso do Dr. Marinho Pinto, a fórmula é, aliás, bastante conhecida: invocar os «ímpios interesses», auto-proclamando-se um intrépido combatente dos mesmos (no caso da actual ministra da Justiça, com acusações de nepotismo à mistura).

Em matéria de justiça, nada mais empolga uma plateia de leigos mais ou menos insatisfeitos com a vida, do que falar na putativa «corja» que dirige os «grandes escritórios de advocacia da capital», ou apontar o dedo à «teia de interesses» dos «poderosos», fazendo das palavras tremendos heroísmos de pulso.

Por entre a pose colérica e a bravata proto-revolucionária que habitualmente caracterizam o chinfrim que o Dr. Marinho Pinto faz questão de levar à cena a cada intervenção pública, disfarçando a sua muito particular e furtiva agendazinha política, o Dr. Marinho Pinto raramente concretiza, raramente faz prova das suas acusações, raramente explica, com factos, o que está a dizer.

Ao não o fazer, o Dr. Marinho Pinto não passa de um populista grotesco com aparentes laivos de arrivista, cuja cacofonia desarticulada já ninguém leva a sério. Como dizia hoje um senhor taxista em Lisboa, enquanto escutávamos a notícia relacionada com as últimas declarações do senhor Bastonário, «este gajo só sabe mandar bocas e dizer mal». Acreditem: os senhores taxistas às vezes dizem coisas acertadas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.