O MacGuffin: Esboroamento

domingo, fevereiro 14, 2010

Esboroamento

Capoulas Santos já nos habitou ao seu papel de «cão de fila», subgénero «trauliteiro», disponível vinte e quatro por dia, dias úteis e fins-de-semana, na defesa intrépida e bárbara do chefe e do grupo. Achou-se, por estes dias, «indignado» (um país de indignados, este) com a tentativa de «decapitação» (tenebrosa palavra) do primeiro-ministro (uma vez mais, a vítima da urdidura e da… adivinharam: maledicência). Acenou, en passant, com a falta de coragem da oposição para apresentar uma moção de censura. Ai os velhacos querem retirá-lo? Avancem com a moçãozinha, se faz favor. Independentemente do país, claro. Lá está: o indefectível do chefe anunciando que até na política há um código moral e um conjunto de preceitos que invocam a lealdade: ou caem todos – governo – ou o chefe não sai. A avaliar pela postura deste estimado e rijo militante, receio que o Partido Socialista esteja a preparar o terreno para enfrentar um longo calvário. Capoulas Santos não percebe, por sabujice ou desonestidade intelectual, que José Sócrates passou a ser a «má moeda» do partido e do governo. O homem, perdão, o Sr. Primeiro-Ministro, tem por estes dias tanto de credível como a Calçada de Carriche tem de bucólico. O país só tinha a ganhar se ele, José Sócrates, com ou sem Capoulas Santos, se agarrasse a uma réstia de dignidade e se retirasse de cena. Mas temo que, como é tradição portuguesa, o drama e a toxicidade perdurem no ar até que este se torne irrespirável. E viva o Capoulas Santos! - que é homem que não se deixa impressionar.

2 Comentários:

Blogger Kruzes Kanhoto disse...

O homem é um génio. Os portugueses é que não merecem ser governados por criatura tão brilhante!

1:16 da tarde  
Blogger Carlos Pires disse...

Capoulas Santos há muitos, nomeadamente na blogosfera. Os portugas gostam de chefes.

4:09 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.