O MacGuffin: DEPOIS EU É QUE ASSOBIO PARA O LADO...

sexta-feira, outubro 08, 2004

DEPOIS EU É QUE ASSOBIO PARA O LADO...

Eu juro que ainda vou descobrir que tipo de substâncias alucinogénias envolvem, de vez em quando, as little grey cells do produtor, realizador e actor do Terras do Nunca - para além da infeliz divertida constatação de que ele se dedica ao Contra a Corrente nas alturas em que está mais high, colocando-me invariavelmente low quando lê o que não está escrito e tenta alcançar o incognoscível.

Na expectativa de ele estar, por agora, mais sóbrio, gostaria de explicar o meu post. Eu não escrevi que “a bandalheira que assola o país não tem salvação por causa das Novas Fronteiras” do Eng. Sócrates. O que eu escrevi é que, dada a piroseira da expressão “Novas Fronteiras”, a qual insinua a mais do que notória paranóia de Sócrates pelas novas tecnologias (obsessão que faz todo o sentido num país com estradas que parecem caminhos de cabras, escolas a meter água no Inverno, bibliotecas públicas a desfazerem-se, um rácio de museus per capita parecido ao da Albânia, e por aí fora), não me parece que a “bandalheira actual” possa vir a ser substituída pela “ordem e seriedade futuras”, forjadas na montanha do homo socraticus.

Vá lá, JMF, não assobies tu para o lado. E olha que essa merda cria dependência. A propósito de dependência, já ouviste os Kings Of Convenience?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.