O MacGuffin

domingo, julho 06, 2003

A VERDADEIRA NATUREZA DO HAMAS

Eu pasmo com a relativa e aparente bonomia como se relatam as movimentações do Hamas, por terras do médio-oriente. Tudo parte da mesma premissa: o Hamas é uma organização de carácter social, albergando uma facção mais radical que luta, com as armas de que dispõe, pela independência dos palestinianos, contra a ocupação de um país agressor. Para além de tratar de criancinhas e velhinhos, o Hamas tem, desta forma, tempo ainda para lutar corajosamente pelo seu povo. Coisa perfeitamente justificável e compreensível. Afinal de contas, a face violenta do Hamas é fruto da ocupação Israelita, segundo dizem. Finda esta, o Hamas deporá as granadas e os homens bomba, passando a viver em paz consigo próprio e com o mundo.

Quem pensa assim, quem tenta relatar os acontecimentos à luz desta ideia, das três uma: ou é ignorante, ou sofre de amnésia ou é hipócrita. Sempre que abordo este tema, lembro-me de uma entrevista concedida à CBS por um dos mais destacados lideres do Hamas, em finais de 2001. Afirmava ele que “a maioria da população apoia o Hamas e as suas acções contra Israel”, dando a entender que, ou Arafat já não interessava, ou era conivente com tudo e todos. No final, quando o jornalista lhe perguntou, olhos nos olhos, se as acções do Hamas terminariam no dia em que Israel retirasse totalmente dos territórios ocupados e reconhecesse a existência de uma Estado palestino, a resposta foi simples: “Talvez...”, acompanhada de uma sonora gargalhada. E mais não disse. Não precisa, acrescento eu.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.