O MacGuffin: As urnas encerraram

terça-feira, dezembro 14, 2004

As urnas encerraram

Relembro o resultado final:

A favor: 27
Contra: 12
Indecisos: 6
Sem opinião: 9.999.956

Resta-me agradecer a participação dos que participaram (muito bem escrito...), e lamentar, uma vez mais, o elevado nível de abstenção (por que razão não terei escrito "a elevada abstenção"? Resposta: porque sou uma besta), revelador do alheamento do povo português relativamente aos grandes temas (como diria Luis Osório "fracturantes").

Aviso, «desde já» (expressão assaz e particularmente estúpida, pela sua manifesta redundância), que a versão definitiva do template é a actual, ou seja, a que se vos depara neste preciso momento (repare-se que, se eu mudar tudo daqui a 5 minutos, a frase anterior não só permanece válida como fará todo o sentido).

Um recado, ainda, para os que se preocuparam (e foram muitos) com esta «deriva democrática», que me levou a auscultar o povo. Devo, «desde já», acalmar as hostes, deixando bem claro que quem manda nesta chafarrica sou eu e mais ninguém. Nunca tive a menor intenção de seguir os resultados (cof, cof...). O facto de ter ganhado o “a favor” é pura coincidência.

Durante o processo conducente (está na moda "conducente") à validação do novo template, lixado fiquei com dois comentários de dois queridos leitores, de quem sou também fiel leitor. Passo a transcrevê-los:

Do Tulius (ou do Difool, não sei nem arrisco nada): Muito muito mais "giro" e igualmente legível. Gostei da justificação tecnocrata para a mudança, mas escusavas de disfarçar a tua óbvia "metrossexualidade", meu!

Da Batukada: Venho, por este meio, informar-te do facto de me parecer o antigo template absolutamente muito mais zero de cansativo e muito mais sem margem nenhuma para dúvidas cómodo. E sofisticado, e sofisticado. Ao contrário, na minha singela opinião, deste novo que nos apresentas. Portanto, pedia-te, por obséquio, que considerasses este um ponto "contra". PS: atenta, com suficiente concentração, como em instância alguma da minha mensagem eu utilizei quer o adjectivo "bonito", quer o adjectivo "giro". Poderia, em vários momentos, ter utilizado o adjectivo "sebem", mas achei que te pudesse passar pela cabeça que fazia parte do mesmo paradigma semântico do "bonito" e do "giro", e, portanto, calei-me. Ainda que não faça. De todo.

Finalmente, não garanto que mantenha este template por muito tempo, pois tenho chorado baba e ranho com saudades do deep blue...


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.