O MacGuffin: 5 de Junho

sábado, abril 30, 2011

5 de Junho

Pegando no mote do João Miranda, e na qualidade de eleitor de direita:
  1. Já percebi que o país faliu;
  2. Já percebi as consequências da falência;
  3. Não quero manter o Estado Social tal como está, na mesma medida em que sei que não podemos «acabar» com ele;
  4. Sou a favor de medidas para ajudar os pobres, sobretudo as que envolvam o esforço dos próprios (embora não apenas as que envolvam o esforço dos próprios, porque sei que há pobres, sobretudo os mais idosos, sem capacidade própria para esforços);
  5. Acho que se deve mexer na escola pública, no SNS, na segurança social e no subsídio de desemprego, desde que a «mexida» não seja encimada nem pela ideologia do «o que é público é que é bom e santificado, e o subsídio de desemprego é um bem absoluto», nem pela ideologia do «o que é privado é que é bom e santificado, e o subsídio de desemprego só serve para dar cobertura a mandriões».
Não há, nestas como noutras eleições, candidatos ideais. A política é, sobretudo, um processo decisório que assenta substancialmente no possível, em detrimento do quimérico. Tenho, ou penso ter, as minhas convicções e sei de que lado estou (tal como o João Miranda).  Mas também sei que a minha escolha, nestas eleições, recairá sobre o exequível. Que não rima com «inglês técnico».

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.