O MacGuffin: AS ENTREVISTAS

domingo, outubro 17, 2004

AS ENTREVISTAS

Entrevista de Paes do Amaral à revista Sábado:

Considera que a intervenção e as críticas do ministro Rui Gomes da Silva tiveram alguma influência na decisão do professor?
Terá de perguntar ao professor Marcelo Rebelo de Sousa.
Ficou claro no seu comunicado que não abordou na conversa com o professor as declarações do ministro. Não se pode interpretar essa omissão como falta de apoio a Marcelo Rebelo de Sousa depois do ataque a que foi sujeito?
A gestão do Grupo Media Capital não anda ao sabor de timigns políticos; é sabido (desde os tempos do semanário O Independente) que não sou nem nunca fui pressionável, pelo que as declarações que menciona não foram para mim, nem para a TVI, um facto relevante.
Tentou convencê-lo a voltar atrás com a demissão?
Tentei, sem sucesso.
Sente que os profissionais da TVI estão revoltados ou desiludidos consigo? Porquê?
Os jornalistas não me pediram explicações, solicitaram-me, de forma correcta e justificada, face ao turbilhão de especulações disparatadas que se seguiram ao referido episódio, um conjunto de esclarecimentos que foram fácil e rapidamente respondidos.
Pode garantir que nunca foi alvo de qualquer pressão por parte de algum governante ou de alguém próximo do poder?
Os governos dos últimos três primeiros-ministros – eng. Guterres, dr. Durão Barroso e dr. Santana Lopes – nunca me submeteram à mais ínfima pressão, nem directa, nem indirectamente.


Entretanto, Marcelo Rebelo de Sousa, em conversa com jornalistas, explicou as razões da sua saída, falando numa “opção de consciência em função dos princípios e dos valores”.

Estou esclarecido.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado sob uma Licença Creative Commons.